Com 256 ilegalidades, delação da Odebrecht tem 1.048 páginas

A delação da Odebrecht para a Operação Lava Jato envolveu 77 executivos, o que exigiu dois dias apenas para a assinatura dos acordos com a Justiça. Considerada uma das empresas mais importantes para esclarecer os desvios na Petrobras e outras empresas públicas, a empreiteira teria resultado em um documento de 1.048 páginas, que descreve 256 condutas ilícitas dos empresários. De acordo com Matheus Leitão, colunista do G1, as informações constam em um documento elaborado pelo Ministério Público Federal (MPF) e tornado público nesta sexta-feira (20) pela Justiça do Paraná. “Não há qualquer dúvida sobre a extensão e a relevância da colaboração a que se dispõe a empresa, restando, assim, preenchido um dos principais requisitos – se não o principal – para a homologação de um acordo de leniência”, afirma o MPF. As questões penais do acordo de leniência ainda precisam da homologação do juiz Sérgio Moro, que cuida da Lava Jato em primeira instância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *