Caso New Hit: Empresário da La Fúria diz que estupro foi ‘fatalidade’: ‘São pessoas do bem’

O empresário da banda La Fúria, Sacramento, classificou o caso em que os integrantes da banda New Hit foram acusados de estuprar duas adolescentes como uma “fatalidade”. Sacramento também era responsável pelo grupo, que foi condenado a 11 anos e oito meses de prisão pelo crime (veja aqui). O caso voltou à tona neste Carnaval depois que o vereador Kannário cantou com recursos da prefeitura tendo um dos condenados como backing vocal – os integrantes atualmente aguarda em liberdade pelo julgamento de recurso no Tribunal de Justiça (TJ-BA). “Ali foi uma fatalidade e eles estão sendo julgados pela Justiça. Tem que aguardar aí que vai ter novidade nesse caso”, avaliou Sacramento, que acompanhou o arrastão de Daniel Vieira na Barra. “Com certeza, eu não tinha como permanecer com a banda. Com a opinião pública contra, não poderia continuar. Agora é bola pra frente e torcer que esses meninos sejam felizes. São pessoas do bem”, defendeu.

Um comentário em “Caso New Hit: Empresário da La Fúria diz que estupro foi ‘fatalidade’: ‘São pessoas do bem’

  • 18 de abril de 2017 em 18:55
    Permalink

    facil fala em fatalidade neh, vagabundo na hora de colocar o pau para dentro gostou neh…… vai ser feliz no inverno cambada de jack , tem que cair na cadeia e paga pelo o que fizeram, lugar de estuprador é na cadeia.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *