Ioná Queiroz participa da autorização de construção da Policlínica do Baixo Sul que atenderá Camamu. Rui Costa assinou a ordem de serviço

img_8832

A última quinta-feira (27)  foi um dia histórico para a região do Baixo Sul. O governador Rui Costa autorizou o início das obras da Policlínica Regional em Valença que atenderá a 12 municípios do Baixo Sul, inclusive a cidade de Camamu.

Com essa obra, os exames mais complexos que atualmente só são possíveis em Salvador serão realizados ali mesmo em Valença e de forma gratuita para todos.

O investimento desta obra será da ordem de R$ 21,2 milhões em obras e equipamentos. Apesar da  policlínica ser construída em Valença será de todos os municípios do Baixo Sul. O consórcio público federativo que vai administrar a unidade é formado por 12 municípios da região baixo sul da Bahia: Camamu,  Cairu, Gandu, Igrapiúna, Ituberá, Nilo Peçanha, Nova Ibiá, Piraí do Norte, Taperoá,Teolândia, Valença e Wenceslau Guimarães.

De acordo com Rui, a policlínica vai oferecer 90% dos exames solicitados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “Esse equipamento aqui vai ser importante para fortalecer a prevenção da saúde.  Além de estar pagando a construção da unidade de saúde, o Governo está pagando 40% da manutenção e os outros 60% serão rateados entre os municípios que formam o consórcio”.

Na oportunidade, o governador prometeu disponibilizar ônibus com ar-condicionado para buscar os pacientes nas cidades do consórcio, inclusive para Camamu. A ideia é que o ônibus pegue o pessoal que precise fazer os exames em suas cidades, leve até a clínica e retorne com elas após os exames. Se o acesso for fácil, todos irão cuidar mais da saúde e sai mais barato para os prefeitos.

A prefeita de Camamu comemorou muito e declarou: “A policlínica é muito importante, é um sonho realizado pela população do baixo Sul. Nós, os 12 prefeitos aqui da região nos unimos também neste projeto e a partir de agora teremos uma assistência para nosso povo que se desloca para Itabuna, para Salvador para fazer um exames de alta complexidade. E nos sentimos orgulhosos em fazer parte desta construção e como disse o governador é a maior obra dos últimos 50 anos para nossa região”.

O secretário de saúde da Bahia, Fábio Villas Boas, enfatizou à nossa equipe de reportagem que Camamu será muito beneficiada, pois não irá mais precisar levar os pacientes para Salvador  e as pessoas serão atendidas com grande rapidez e eficiência e de forma mais prática.

Estiveram presentes os prefeitos dos outros municípios citados, e de Camamu foi uma comitiva formada pela secretária de Saúde, Tarcísia Oliveira, o secretário de Bem Estar Social, Levi, o vice prefeito Mário, os vereadores Nal da Canal, Mamaco, Gil de Barcelos. Ao final será um pequeno investimento que cada município faz em vista do benefício que terá para a sua comunidade. A previsão de término da obra é de 10 meses. (Ascom/Camamu)

img_9009

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *