CIPPA e Inema realizam operação na Península de Maraú

Segundo o INEMA, a rua de acesso ao Rio Carapitangui deve ser fechada pela prefeitura por ser uma área de proteção e que deve ser proibido o tráfego de veículos no local urgentemente.

O Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), através da sua Unidade Regional Sul-Itabuna realizou no último mês de novembro na Península de Maraú, uma ação de fiscalização, com a Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental – CIPPA de Porto Seguro . A demanda teve o objetivo de atender denúncias feitas ao Ministério Público Ambiental.

De acordo com o Fiscal do Inema, as operações serão intensificadas em toda área da península que é extremamente frágil. “Esse tipo de ação será realizada com mais frequência para proteger o meio ambiente e evitar ao máximo os crimes ambientais. As polícia militar e civil do município de Maraú também participou das ações, juntamente com a presença do Tenente Barreto e do Delegado Marcos Larocca.

O Inema esteve nos povoados de Barra Grande, Taipu de Fora, Algodões e Tremembé. Diversos crimes ambientais foram constatados pelo órgão que realizou várias notificações e realizou todo um mapeamento dos crimes contra o meio ambiente para futuras ações. Construções irregulares, muros em área de mangue, carros trafegando nas praias, aterramentos de aibins, lagos aterrados, queimadas entre outros tipos de danos ambientais foram encontrados pelo Inema e a CIPPA.

Segundo o INEMA, a rua de acesso ao Rio Carapitangui deve ser fechada pela prefeitura por ser uma área de proteção e que deve ser proibido o tráfego de veículos no local urgentemente. A população do local da área que poderá ser afetada pelo fechamento da rua foi informada pelos membros do órgão.

Fonte: Barra Grande News