Em nota, PT critica votos ‘claramente combinados’ no TRF4 e garante: ‘Lula é candidato’

O PT criticou a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e classificou a manutenção da condenação como uma “farsa judicial”. Em nota assinada pela presidente da legenda, a senadora Gleisi Hoffmann, o partido disse que os votos dos três desembargadores foram “claramente combinados” e garantiu que Lula será candidato na eleição deste ano. “Vamos confirmar a candidatura de Lula na convenção partidária e registrá-la em 15 de agosto, seguindo rigorosamente o que assegura a Legislação eleitoral”, diz o texto. O colegiado do TRF4 decidiu aumentar a pena aplicada em primeira instância pelo juiz federal Sérgio Moro contra o ex-presidente. A punição passou de nove anos e meio para 12 anos e um mês de prisão em regime fechado. O PT acusou a Rede Globo e o sistema judicial de conduzirem uma tentativa de tirar Lula da disputa eleitoral deste ano. “O resultado do julgamento do recurso da defesa de Lula, no TRF4, com votos claramente combinados dos três desembargadores, configura uma farsa judicial”, criticou o partido. No texto, o PT relata ainda ter confiança em “levar o companheiro Lula novamente à Presidência da República”. “Se pensam que história termina com a decisão de hoje, estão muito enganados, porque não nos rendemos diante da injustiça”, afirmou o texto. BN